jusbrasil.com.br
20 de Setembro de 2019

O Ativismo Ambiental é minha Praia

Gm M., Representante Comercial
Publicado por Gm M.
há 4 anos

Em colaboração com Carolina Salles*

O Ativismo Ambiental minha Praia

Com o intuito de auxiliar, pensar, organizar e buscar soluções para questões sociais, ambientais e econômicas em setores que necessitam de ajuda e melhorias nos países, a sociedade civil organizou-se em entidades privadas, sem fins lucrativos de cunho social e sem vínculos com o governo, criando-se assim as ONGs (Organizações não governamentais), também conhecidas como s Terceiro Setor.

As ONGs para custearem a causa que abraçam e defendem, arrecadam fundos junto aqueles que identificam-se com o movimento e com empresas privadas que as patrocinam. Entretanto, existem outras maneiras de participar dos projetos, que abrange desde a participação voluntária em atos presenciais ao cyberativismo

Essas instituições colaboram em divulgar, e conscientizar determinadas questões que necessitam de um novo olhar e de resposta junto a população e ao governo, para que juntos encontrem a melhor solução para o problema, seja de finalidade preventiva e/ou corretiva.

Enfatizando no ativismo ambiental, tema apaixonante e que desperta calorosas discussões por envolver diretamente, a nossa casa, a Terra e seus recursos naturais finitos e interesses financeiros de vários setores que em nome do desenvolvimento econômico, esquecem o pilar básico da sustentabilidade e desenvolvimento.

O ativismo ambiental, tem como filosofia a utilização consciente da natureza de maneira igualitária e de forma pacífica, visando a educação ambiental e atenção de todos, para que a causa seja efetiva e gere bem-estar a todos

Mas nem sempre essa relação ONGs x Governo é de consenso, gerando conflitos e entraves no debate.

Devemos lembrar do nome do ativista brasileiro que por amor a natureza perdeu a sua vida, mas deixou mensagem que ecoa até os dias de hoje, o ambientalista Chico Mendes que lutou contra a devastação da Amazônia e pela sua preservação.

Não podemos deixar de mencionar as diversas ONGs que atuam no resgate e proteção dos animais, além de também lutarem pelo direito destes seres sencientes que são muitas vezes abusados e sofrem maus-tratos de quem deveria protegê-los.

Citando o caso do Instituto Royal, que foi fechado após a atuação direta de ativistas animais e que possibilitou reflexões nas leis sobre experimento em animais

Mas o melhor é que com o advento da internet e da popularização das redes sociais, o ativismo ambiental teve o seu potencial de atuação aumentado na mídia, que para o movimento é um instrumento privilegiado, que une a cada dia mais apaixonados pela causa que interagem em torno de um mesmo ideal.

Concluímos que as ONGs mesmo tendo problemas e enfrentando críticas de alguns setores, são de vital importância na nossa sociedade e se faz necessária essa interação entre todos que buscam o mundo melhor!

* Mestre em Direito Ambiental. Doutoranda em Direito Ambiental e Sustentabilidade.

Gerry Marcio Sozza Cyberativista do Greenpeace

15 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Ser ativista ambiental é tudo de bom e eu pertenço a essa praia continuar lendo

Parabéns pelo artigo! E gostei muito, pois passa uma mensagem de amor e paz! continuar lendo

E hoje com o celular nas mãos, é só um click e estamos interagindo a favor de qualquer ativismo seja ambiental ou pelos direitos humanos e podendo literalmente atuar mesmo na praia .
As ONG (s) são de fato , importantes em nosso mundo e devem ser sempre ouvidas e respeitadas, mesmo que não agradem a um ou outro e já fazem parte da nossa sociedade. continuar lendo

Parabéns pela parceria de vocês e pelo artigo! continuar lendo